23 de maio de 2019 - quinta-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
EDUCAÇÃO
15-05-2019 | 18h20
“Não somos responsáveis pelo contingenciamento atual”, afirma Weintraub
Ministro declarou ainda que a educação brasileira apresentou uma “involução” nos últimos anos

Foto: Divulgação

Da Redação

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou nesta quarta-feira (15), em sessão plenária da Câmara dos Deputados, que o Governo Federal não é responsável pelos cortes na educação. Em seu discurso, ele disse que a prioridade de sua pasta é o ensino básico, fundamental e técnico, declarando que o sistema educacional brasileiro regrediu no País.

Weintraub ressaltou que a educação apresentou uma "involução" nos últimos anos, declaração que causou manifestações de deputados da base governista e da bancada de oposição. "Não somos responsáveis pelo contingenciamento atual", disse, atribuindo a culpa ao Governo Dilma Rousseff, que tinha Michel Temer como vice. “Este governo, que tem quatro meses, não é responsável pela situação. Nós não votamos neles. Não somos responsáveis pelo desastre da educação brasileira. O sonho das pessoas é colocar os filhos na educação privada, não na pública”, afirmou.

A sessão foi convocada para o mesmo dia em que foram realizadas manifestações contra o bloqueio de verbas anunciado pelo Ministério da Educação (MEC). Houveram atos de protesto em pelo menos 149 cidades de todos os estados e no Distrito Federal. Universidades e escolas também realizaram paralisações após convocação de entidades ligadas a sindicatos, movimentos sociais estudantis e partidos políticos.

 

(62) 3095-8700