18 de outubro de 2018 - quinta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Campanha
12/09/2018 | 06h00
Zé Eliton diz que adversários copiam seus projetos na saúde
Ainda sobre Saúde, Zé Eliton expôs o projeto Fila Nunca Mais e falou sobre o Programa Terceiro Turno, que já está em execução

Ao falar sobre suas propostas para a área da Saúde, durante entrevista realizada na tarde desta terça-feira, 11, ao jornal Fala Goiás, da TV Band, o governador de goiás e candidato à reeleição, Zé Eliton, afirmou que não há novidade nas propostas dos adversários que falam em regionalizar ou descentralizar a Saúde, em Goiás, observando que o atual governo já realiza essa descentralização.

“Esse trabalho já está sendo feito há anos. Temos o Hutrin, em  Trindade, que é um hospital de referência, o Hurso, em Santa Helena de Goiás, e estamos concluindo hospitais em diversas cidades, como, por exemplo, Luziânia, Águas  Lindas e Santo Antônio do Descoberto. Inauguramos a parte ambulatorial do Hospital de Uruaçu. Já estão prontas as Unidades de Saúde Especializadas de Quirinópolis, Goianésia e as de Posse, Formosa, São Luis de Montes Belos e Cidade de Goiás, estão em fase final de construção”, falou ZéEliton, ao ressaltar a incoerência por parte dos demais candidatos. “Eles falam em regionalizar o que já está sendo feito. Na verdade o que eles fazem é só copiar aquilo que já estamos fazendo”, observou.

Ainda sobre Saúde, Zé Eliton expôs o projeto Fila Nunca Mais e falou sobre o Programa Terceiro Turno, que já está em execução. “O Fila Nunca Mais vai suceder o Terceiro Turno, que já realizou mais de 26 mil atendimentos, 1,2 mil cirurgias eletivas e está realizando cerca de 10 mil cirurgias de cataratas, explicou, acrescentando que o objetivo de ambos é resolver o problema da longa espera por cirurgias eletivas em Goiás.

Sobre o problema de falta de vagas em UTIs, que assola várias cidades goianas, Zé Eliton acredita que o problema ocorra por falta de racionalização do sistema e afirma que luta pela Regulação na competência do Estado para resolver de vez esse problema. “Quando assumi o governo eu disse: ‘não quero saber se isso é problema do prefeito ou do presidente da República, quero saber de resolvê-lo’”, destacou.

Programas Sociais 

O candidato à reeleição pela chapa Goiás Avança Mais afirmou ter muito orgulho de suas conquistas, principalmente dos programas de inclusão social, aos quais milhares de goianos tiveram acesso e conseguem ter uma vida mais digna, através do Renda Cidadã, que inspirou o Bolsa Família, do Bolsa Universitária, da UEG e do Cheque Reforma. “Eu garanto a continuidade e pagamento em dia desses programas. Mas também quero que Goiás continue avançando nesse sentido, por isso criamos o Programa UEG em Rede, que vai levar o curso superior a todos os 246 municípios”, citou Zé Eliton.

“Infelizmente, há candidatos que falam, só no discurso, ‘vou mudar tudo, tá tudo errado’, mas, quando você pergunta a ele o que de fato vai mudar, não fala nada. Porque sabe que fizemos bem feito. Perguntei ao candidato Ronaldo Caiado, sobre qual a mudança que ele vai fazer nas políticas sociais, e ele enrolou e no fim disse que vai manter os programas sociais. Vai manter porque é bom, porque nós fizemos dar certo”, completou o governador ao enfatizar a nítida incoerência “daqueles que só sabem criticar, mas não tem nada para mostrar”.

Educação

O governador Zé Eliton enche a boca para falar de Educação. Isso porque, recentemente, citando dados do MEC, Goiás se tornou referência nacional em Educação ao alcançar o primeiro e segundo lugar no Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb).

Ao ser questionado, sobre como o Governo de Goiás alavancou a Educação em Goiás, Zé Elitonafirmou que foi investindo em qualificação. “Quando o ex-governador Marconi Perillo assumiu o governo em 99, apenas 26% dos professores tinham curso superior, hoje alcançamos a meta de 100% dos profissionais qualificados.  

Raquel Teixeira assume agenda de pessoas com deficiência física 

A candidata a vice-governadora Raquel Teixeira representou o governador Zé Eliton (PSDB), candidato à reeleição, na tarde de ontem, no encontro dos candidatos ao governo do Estado com entidades de defesa dos direitos da pessoa com deficiência. Na oportunidade, ela assumiu compromisso com as reivindicações do setor em nome do governador.

O encontro foi promovido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDPD) de Goiânia, que reúne nove entidades e não contou com a participação de Caiado ou seu vice, em demonstração de descompromisso com a causa. Com Raquel Teixeira, participaram do evento apenas dois outros candidatos.

A vice de Zé Eliton respondeu à pergunta de Luciana Prates, mãe de duas estudantes da Apae Goiânia, se comprometendo a buscar junto ao Conselho Estadual de Educação de Goiás a aprovação definitiva do Sistema Educacional Inclusivo Misto. Ela recordou que o Instituto Pestalozzi nasceu na casa da mãe dela, dona Antonieta Alessandri, em Goiânia, tornando tema da inclusão parte de sua vida.

Foi Raquel Teixeira que criou, em 1999, a Superintendência de Inclusão na Secretaria de Educação, que se tornou referência no Brasil, durante o primeiro governo Marconi.

"Era um período difícil em que as mães de crianças com deficiência se preocupavam se teriam professores qualificados para lidar com seus filhos, enquanto as outras mães tinham o preconceito de que uma criança especial em sala de aula poderia atrapalhar o desempenho de seus filhos", disse.

Segundo Raquel Teixeira, o Governo de Goiás tem dispensado atenção especial às pessoas com deficiência no estado, ampliando benefícios sociais e acesso a programas específicos para esse segmento.

Plano de Governo - No Plano de Governo de Zé Eliton constam como iniciativas garantidas a modernização do Centro Estadual de Apoio ao Deficiente; a implantação do Centro Dia para a pessoa com deficiência, como suporte referencial para os municípios do Estado; a continuação do estímulo ao aumento do percentual de cotas destinadas a deficientes em empresas e órgãos públicos e privados; monitoração do cumprimento dos requisitos de acessibilidade nas concessões, delegações e permissões dos serviços públicos.

Também é proposta da Coligação Goiás Avança Mais a institucionalização do Centro Brasileiro de Atenção ao Deficiente Visual (Cebrav), para a expansão dos seus serviços e adoção do modelo de gestão padrão VaptVupt.

Inovações - Como iniciativas inovadoras, o governador Zé Eliton também propõe, segundo Raquel,  implantar o Centro de Apoio ao Deficiente Auditivo, visando prestar serviço integral a essa Comunidade por meio da implementação de uma central de intérpretes, a dispensação de aparelhos auditivos. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)