19 de setembro de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Campanha
11/09/2018 | 15h30
PT aprova Fernando Haddad como candidato no lugar de Lula
A executiva nacional do PT aprovou, por unanimidade, a substituição de Lula como candidato ao Planalto pelo ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad e a deputada federal Manuela D´avila como vice

A Executiva Nacional do PT aprovou, por unanimidade nesta terça-feira (11), o nome do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, como novo candidato do partido à Presidência. Membros da executiva se reuniram em um hotel no centro de Curitiba e também aprovaram a deputada Manuela D'Ávila (PCdoB-RS) como candidata a vice-presidente na chapa.

A votação é um trâmite burocrático, já que a decisão já havia sido tomada pelo candidato anterior, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele deixa a disputa em razão da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de barrar sua candidatura em razão da Lei da Ficha Limpa.

"Com certeza, nós vamos nos preparar para levar Haddad para o segundo turno e ganhar as eleições presidenciais", falou o secretário nacional de mobilização do PT, Ivan Alex Lima. "É uma decisão histórica, é um dia histórico. É unanimidade na Executiva Nacional do PT o companheiro Fernando Haddad e Manuela na vice."

Nas redes sociais, petistas já têm usado as expressões "somos todos 13 de Lula" e "Lula é Haddad e Manu 13".

Além dos membros da Executiva do PT, participaram da reunião a ex-presidente Dilma Rousseff, os governadores Fernando Pimentel (MG) e Wellington Dias (PI), entre outros nomes. Deles, Dilma foi a mais assertiva ao dizer que seria interessante esperar por alguma decisão do Supremo. O partido, porém, tem até as 19h de hoje para formalizar a troca junto ao TSE.

Nova vice, Manuela D'Ávila estava a caminho de Curitiba no começo da tarde. A presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, também se deslocou para a capital paranaense e participou de reuniões de seu partido. Aliado na coligação, o PCdoB também precisa comunicar ao TSE que haverá uma alteração na chapa.

A troca da candidatura precisa ser oficializada junto ao TSE. A partir disso, Haddad poderá se apresentar no horário eleitoral como candidato a presidente, e não a vice, como vinha fazendo. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)