20 de novembro de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Propostas
11/09/2018 | 06h00
Kátia Maria defende UEG como referência de ensino no Estado
Essa condição, segundo ela, passa pela qualificação de professores e pessoal administrativo, estrutura das unidades e envolvimento dos alunos

Venceslau Pimentel *

A candidata petista Kátia Maria disse que, como professora, em seu governo, caso seja eleita, a Universidade Estadual de Goiás (UEG) servirá de referência no ensino do estado. Essa condição, segundo ela, passa pela qualificação de professores e pessoal administrativo, estrutura das unidades e envolvimento dos alunos.

Por outro lado, ela defendeu, dentre outras propostas, o combate ao feminicídio em Goiás. Para tanto, ele apresentou um projeto que trata da defesa das mulheres.

Segundo a petista, a sua gestão será inovadora e se dará de maneira integrada, “onde vai articular as políticas, fazendo com que o orçamento público seja melhor utilizado atendendo a população diretamente. Queremos fazer mais, gastando menos, gerando um atendimento de qualidade”, explicou.

Ela disse ser candidata do time do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba. “Ele gerou mais de 10 de milhões de empregos e vamos fazer isso em Goiás, levou desenvolvimento para todas as regiões do país e vamos fazer isso aqui, criou o programa Mais Médico, e vamos criar o Saúde para Todos, e Lula também criou os Institutos Federais, que deram educação para os nossos jovens”.

Wesley Garcia, do Psol, pontuou, durante o debate, alguns pontos do seu plano de governo. Defendeu um estado voltado para o atendimento das necessidades da população, com mais educação, saúde e segurança pública.

Para ele, os adversários, com exceção de Katia Maria, pertencem a um mesmo grupo político, que ele classificou como golpista, pelo impeachment da petista Dilma Rousseff. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)