18 de novembro de 2018 - domingo

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mundo
Tempestade
06/09/2018 | 06h00
Tormenta tropical Gordon atinge Estados Unidos a 55 km de Mobile
Ao tocar a terra, o centro da tempestade castigou a região, que faz fronteira entre os dois estados, com ventos de aproximadamente 100 km/h e fortes chuvas

O olho da tormenta tropical Gordon, que ameaçava se tornar um furacão antes de tocar a terra em território americano, atingiu nesta quarta-feira (5) a costa dos estados do Alabama e Mississipi, no sul dos Estados Unidos, e se encontra a cerca de 55 quilômetros da cidade de Mobile.

Ao tocar a terra, o centro da tempestade castigou a região, que faz fronteira entre os dois estados, com ventos de aproximadamente 100 km/h e fortes chuvas, de acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês) dos EUA.

O centro de observação marinha da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (Noaa, sigla em inglês) dos EUA alertou que embora Gordon, por enquanto, não tenha se transformado em um furacão, representa “uma ameaça à vida da população”.

A Noaa informou que a tempestade afetará também aos estados da Flórida, Luisiana e Arkansas e alertou que as chuvas devem causar inundações em algumas das áreas afetadas.

Tempestades

Especialistas do NHC disseram que a elevação das águas pode atingir 1,5 metro de altura em algumas áreas litorâneas por força de tempestades, com inundações de até 61 centímetros da foz do rio Mississipi à fronteira de Luisiana com o Texas.

"Continuamos coordenando os serviços de emergência para que eles ofereçam toda a assistência necessária antes da chegada da tempestade tropical Gordon.

Os moradores da região de Panhandle devem estar atentos aos noticiários locais", afirmou o governador do estado, Rick Scott.

As autoridades mantêm em alerta mais de 8 milhões de pessoas dos estados do sul dos EUA diante do avanço da tempestade que se desloca para o noroeste do país a uma velocidade de 20 km/h. 

Fonte: Agência Brasil

 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)