25 de março de 2019 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Clássico
14-02-2019 | 06h00
Fla-Flu marca semis da Taça Guanabara nesta quinta-feira (14) no Maracanã
Uma semana após a tragédia no Ninho do Urubu, o Campeonato Carioca retorna com clássico decisivo a ser jogado no Maracanã

*Luiz Felipe Mendes

O primeiro Fla-Flu de 2019 estava marcado para o último fim de semana. Porém, após o incêndio no Ninho do Urubu, o Centro de Treinamento do rubro-negro, a partida acabou sendo adiada para a quinta-feira seguinte. O dia chegou, e os dois cariocas medem forças a partir das 20h30 de hoje, no Estádio do Maracanã. O vencedor do duelo ganha uma vaga para a final da Taça Guanabara, com vantagem do empate para o Flamengo.

Para quem sempre se confunde (acredite, não é nenhuma vergonha admitir), o Campeonato Carioca de 2019 possui o seguinte regulamento: ele é dividido em dois torneios menores, a Taça Guanabara e a Taça Rio. Os vencedores de cada competição ganham vaga direta para as semifinais do Campeonato Carioca, o troféu de maior peso estadual, com a vantagem do mando e do empate. O mesmo se aplica às semis dos torneios menores. Na etapa inicial, os times do Rio foram divididos em dois grupos. O Vasco liderou o primeiro, enquanto o Flamengo liderou o segundo. Como ficou em primeiro na sua chave, o rubro-negro tem a vantagem de jogar como mandante, enquanto o Flu precisa vencer para se classificar à final. A grande decisão está marcada para o próximo domingo, dia 17, e a Taça Rio começa na sexta-feira seguinte, dia 22.

Entre as melhores armas de cada time, o Flamengo aposta na força de seu elenco. Comandadas pelo técnico Abel Braga, peças como Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta surgem como esperanças para uma passagem até a final carioca. Com um plantel mais modesto, o Fluminense de Fernando Diniz quer surpreender os rivais no embalo de Yony Gonzáles, Luciano e Everaldo. O embate promete contar com bastante velocidade, mas um clima de homenagem às vítimas do incêndio no Ninho do Urubu. O volante flamenguista Willian Arão, por exemplo, usará o nome de Jorge na camisa, uma das vítimas da tragédia da última sexta-feira.

Incêndio

Jonatha Ventura, de 15 anos, segue internado no Hospital Pedro II. Entre os três feridos, ele permanece sendo o de situação mais grave, com mais de 35% do corpo queimado. Porém, segundo os médicos, está em constante evolução. Ele chegou a acordar pela primeira vez desde a tragédia no Ninho do Urubu, mordendo o tubo de oxigenação e abrindo os olhos. Entretanto, foi novamente sedado para que seu tratamento não fosse comprometido. “Estamos felizes com a resposta clínica dele. Não piorou, só vem melhorando. Estávamos preocupados com as queimaduras das vias aéreas, mas está evoluindo”, comentou a Chefe do Tratamento de Queimados do Hospital Pedro II, Bianca Ohana. Entre os outros feridos, Cauan já recebeu alta e Francisco Dyogo saiu do CTI, também próximo de ser liberado. 

(62) 3095-8700