19 de setembro de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Decisivo
10/09/2018 | 06h00
Atlético inicia semana de olho no jogo contra o Goiás
No próximo sábado, o atual melhor goiano da Série B enfrenta o Goiás, que vem logo atrás, em duelo que promete altas emoções

*Luiz Felipe Mendes

Começar bem a semana antes de um clássico decisivo é sempre bom. Começar a semana antes de um clássico decisivo com o retorno ao G-4 da Série B, aguardando um rival que vem de uma derrota sofrida para o time que até então era o lanterna do campeonato é muito melhor. Esta é a situação atual do Atlético, que alcançou a terceira posição na competição e enfrenta o Goiás no sábado que vem, em duelo essencial para a sequência no torneio.

O placar de 2 a 1 conquistado sobre o Oeste na Arena Barueri, iniciado com um gol contra de certo modo cômico devido a uma irregularidade do gramado, fez com que o Dragão retomasse seu posto entre os quatro melhores da segunda divisão. Para melhorar ainda mais o momento, os adversários diretos da equipe tropeçaram na rodada - o Goiás foi batido por 1 a 0 pelo Boa Esporte e o Avaí foi derrotado pelo Paysandu por 2 a 1. Foi praticamente uma série perfeita para que o rubro-negro subisse na tabela de classificação.

Se conquistar um triunfo no próximo fim de semana, os atleticanos podem até mesmo ficar a um ponto do líder Fortaleza, mas para isso uma combinação de resultados precisa acontecer. Apesar de ser um rival estadual, o Atlético, dono de 43 pontos, poderia se beneficiar com uma vitória do Vila Nova contra o CSA, atual segundo colocado, com 46 pontos. O Fortaleza está com 47 e se perder para o Sampaio Corrêa fora de casa, permitiria que outras equipes se firmassem como reais postulantes ao título.

É inegável que durante toda a semana o foco vai ser o Goiás. Os treinamentos devem ser feitos baseados na visão do técnico Cláudio Tencati em relação ao alviverde. No primeiro turno, o esmeraldino conseguiu a primeira vitória no campeonato justamente contra o Dragão, no Estádio Olímpico. Novamente no mesmo palco, mas agora com mando de campo do Goiás, o Atlético espera não dar a chance para o time treinado por Ney Franco reagir novamente em cima do rubro-negro, porque uma derrota pode deixar tudo mais complicado.

Na próxima rodada, em caso de revés, o Dragão pode ser ultrapassado pelo próprio Goiás, o Avaí, que mede forças com o Criciúma em clássico regional, e o Vila Nova. Além disso, deixaria o G-4 mais uma vez e teria que se preocupar em recuperar os pontos perdidos durante o resto do torneio. A 12 rodadas do fim da edição de 2018 da Série B, tropeços podem custar caro e vitórias podem fazer a diferença.

 Goiás se prepara para clássico decisivo

Bola para frente porque o campeonato é longo. A derrota para o Boa Esporte, até então na última posição da Série B, pode ter sido um acidente inesperado no caminho esmeraldino. Porém, isto não significa que a equipe se abalará e não conseguirá reagir, até porque o percurso do time nas recentes partidas vem sendo bastante sólido. Já na capital goiana, o alviverde retoma os treinamentos para não se distanciar do acesso à elite nacional.

É até estranho de pensar que nos dois embates diante do Boa, um dos times de pior campanha nesta temporada, o resultado final tenha sido a favor do clube de Varginha. Contudo, o treinador Ney Franco não pode apenas lamentar este fator, mas sim aprender com ele para poder corrigir os erros cometidos. O próximo compromisso é com alguém consideravelmente mais forte, e alguém que a equipe conhece muito bem.

Neste ano, o Goiás duelou com o Atlético em duas oportunidades. Na primeira, pelo Campeonato Goiano, a vantagem ficou com o Dragão, em um jogo marcado pela confusão dentro de campo, com um total de cinco expulsos e um marcador de 1 a 0 para o rubro-negro. Na metade inicial da Série B, no entanto, o Goiás desencantou exatamente contra os atleticanos, conseguindo assim os primeiros três pontos dentro de um confronto na competição por pontos corridos.

Dizem que clássicos são sempre imprevisíveis, e este ditado não poderia ser mais sábio ao analisar Goiás x Atlético, conhecido como o Clássico do Equilíbrio. No histórico do confronto, o esmeraldino saiu com a vitória 108 vezes, marcando 368 gols. O rubro-negro por sua vez, foi triunfante em 86 oportunidades, com 323 bolas na rede. Além disso, foram 74 empates em um total de 268 embates durante a existência dos dois clubes. Com um balanço tão imprevisível, o fã de futebol pode esperar um belo jogo no próximo fim de semana.

Vila se monta para difícil sequência 

Moleza? Nem pensar. Bater o Coritiba, adversário direto na briga pelo G-4, foi de fato ótimo no calendário do Vila Nova. Entretanto, uma sequência pesada aguarda o Tigre nos próximos dias. CSA, Fortaleza, Guarani e Atlético - estes são os times que esperam o alvirrubro nas próximas quatro rodadas, todos eles lutando para conseguir se classificar para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro do ano que vem.

Segundo, primeiro, terceiro e sétimo: as colocações atuais das equipes que vão travar duelos com o Vila no momento são essas, nesta ordem. Não perder durante a maratona e somar o maior número de pontos possíveis pode significar a diferença entre o sucesso e o fracasso na missão de conseguir uma passagem para a Série A, porque depois o Tigre vai pegar equipes teoricamente mais fracas, que brigam na parte de baixo do torneio.

Boa Esporte, Juventude, Londrina, Paysandu, Brasil de Pelotas, Figueirense, Criciúma e São Bento. Destes times, somente o Figueira destoa, porque seus objetivos estão mirados lá em cima, e não lá embaixo. Quanto aos outros, três deles vivem o drama do Z-4 e o restante luta para não se aproximar da zona da degola, fazendo com que o Vila - repetindo, teoricamente - tenha uma missão mais fácil após ter pela frente quatro (cinco, se contarmos com o Coritiba) daqueles que querem ir para o G-4. A batalha contra o CSA, o primeiro nesta lista complicada, ocorre amanhã no Estádio Rei Pelé, às 19 horas. Como é o único jogo da terça-feira, se o alvirrubro vencer fora de seus domínios dormirá na zona do acesso, em terceiro lugar, antes dos confrontos de Atlético, Goiás e Avaí, sendo que os dois primeiros se enfrentam na rodada. Por outro lado, um empate ou uma derrota podem fazer com que o colorado seja deixado para trás por Guarani e Figueirense. 

 

 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)