24 de setembro de 2018 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
FGF
22/08/2018 | 14h30
Goiás se prepara para formar mais de 70 novos árbitros
Os novos profissionais também podem fazer parte do quadro de árbitros da Federação Goiana de Futebol

No total, são sete meses de curso, que conta com 360 horas/aula. (Foto: Reprodução)

Da Redação

Goiás deve formar mais de 70 novos árbitros de futebol. Por meio da Escola de Arbitragem, o Sindicato de Árbitros de Futebol de Campo do Estado de Goiás (SAFEGO) é responsável por qualificar a arbitragem goiana. Na turma que será formada em setembro deste ano são 9 mulheres entre os homens.

No total, são sete meses de curso, que conta com 360 horas/aula. A formação é dividida em quatro módulos. As disciplinas são: regras de futebol, mecânica e técnica de arbitragem, legislação desportiva, súmulas e relatórios, psicologia no esporte, nutrição, comunicação, espanhol, inglês, preparação física.

“Nosso objetivo é formar os árbitros para estar à disposição da Federação Goiana de Futebol (FGF), além de ser uma forma de renovar nossa arbitragem”, disse o diretor da Escola de Arbitragem, Coronel Geraldo de Castro. A formação também conta com palestras temáticas de primeiros socorros, árbitro de vídeo, gestão de pessoas e carreira profissional, imprensa x árbitros e fisioterapia. 

“Toda a escola goiana de arbitragem trabalha para o aprimoramento e formação continua e de qualidade dos árbitros. É um ofício que requer muita preparação nos pilares físico, técnico, mental e social. Os árbitros principalmente os iniciantes sabem dessa responsabilidade e o dever de cumprir com excelência seu papel para o crescimento do futebol”, ressaltou o coordenador do curso, Fabrício Vilarinho. 

Após a formação, os árbitros terão a chancela SAFEGO e poderão atuar nos campeonatos promovidos pela própria entidade. Os novos profissionais também podem fazer parte do quadro de árbitros da FGF. 

 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)