19 de novembro de 2018 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Vila Nova
26/10/2017 | 17h20
“Meu papel agora é chamar a responsabilidade”, diz Wesley Matos
Derrota em jogo decisivo não selou o fim do sonho do acesso para o capitão colorado

*Aline Carlêto 

A derrota para o Paraná por 1 a 0, na última terça-feira (24), em Curitiba, deixou o sonho do acesso à elite do futebol brasileiro mais complicado para o Vila Nova. Após um dia de folga, Wesley Matos, capitão da equipe, mostrou que o resultado negativo na última rodada, diante de um adversário direto pela briga, não fez o time desistir.

O zagueiro é um dos atletas mais experientes do elenco. Na tarde desta quinta-feira (26), ele ressaltou que a competição não acabou e que vai lutar para levantar o ânimo dos jogadores. “Meu papel agora é chamar a responsabilidade”, disse.  “Não tem nada perdido, não é o momento de se abater, tem muita coisa para acontecer. Temos que estar no G-4 na última rodada.”, acrescentou.

Nos últimos cinco jogos, o time somou apenas cinco pontos. Foram uma vitória, dois empates e duas derrotas, números que contrastam com o que a equipe apresentou durante todo o campeonato. “Está faltando um pouco mais de eficiência e concentração. Estamos pecando no último passe, na tomada de decisão, em colocar o jogador cara a cara com o gol.”, analisou Wesley Matos.

Para o capitão, o acesso é possível, e força mental vai ser essencial nessa reta final. Além disso, ele falou da reação do torcedor colorado. “Imagino o que o torcedor tem passado. A única forma de recuperar a confiança do nosso torcedor é trazendo uma vitória de Belém.”, disse.

O Vila Nova só volta a campo no dia 03 de novembro. O duelo vai ser no Mangueirão, em Belém-PA, contra o Paysandu, às 21h30.

Foto: Douglas Monteiro

 

(*Aline Carlêto é integrante do programa de estágio do jornal O Hoje)  

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)