22 de setembro de 2018 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Ainda dá para sonhar?
25/10/2017 | 14h15
Derrota complica Vila Nova na Série B
Ontem (24) o Colorado perdeu por 1 a 0 para o Paraná, adversário direto na briga pelo acesso

O gol não saiu. Pior do que ficar no empate com o time que ocupa vaga no G-4, seria perder. E foi o que aconteceu com o Vila Nova na noite de terça-feira (24), no Paraná. A equipe goiana até teve boas oportunidades, o ataque obrigou o goleiro rival a fazer boa defesa e, ainda, colocou bola na trave. Mas o gol saiu para o outro lado, aos 30 minutos do segundo tempo, dos pés de Felipe Alves.

Com a derrota amarga, a delegação volta para Goiânia nesta quarta-feira (25) e ganhará folga. O próximo compromisso do time será só dia 03 de novembro, contra o Paysandu, no Magueirão. O técnico Hemerson Maria deve aproveitar o longo período para ajustar os problemas na equipe e fazer as substituições necessárias.

Para o próximo confronto, o comandante colorado não poderá contar com os laterais titulares, Maguinho e Gastón Filgueira. Os dois estarão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Assim, é provável que Anderson Luís, na direita, e Mateus Muller, na esquerda, assumam os lados do time.

O Vila Nova segue na 5ª colocação com 51 pontos, agora, a quatro pontos da zona de classificação para a elite do futebol brasileiro. Essa diferença pode ficar maior, já que o time que ocupa a 4ª colocação é o Ceará, que joga no sábado (28), contra o Internacional, pela 32ª rodada da competição. A equipe goiana, ainda, pode ser ultrapassada pelo Oeste, 6º colocado com 49 pontos, que joga na sexta-feira (27).

Foto: Reprodução 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)