25 de setembro de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
Indústria
11/09/2018 | 17h49
Produção industrial goiana avança em um ano, aponta o IBGE
De acordo com os técnicos, a atividade industrial goiana continua positiva por conta do crescimento da atividade nos meses de setembro, outubro e novembro do ano passado

Em Goiás, a atividade industrial que tem o maior peso nas estatísticas é o de fabricação de produtos alimentícios (Foto: Divulgação)

Da Redação

A produção industrial de Goiás registrou um aumento de 1,4% nos últimos 12 meses. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), divulgados nesta terça-feira (11), a fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos e a de veículos automotores, reboques e carrocerias sustentaram o crescimento da atividade industrial no Estado. O comparativo refere-se a junho de 2017 a julho de 2018. 

De acordo com os técnicos do IBGE, a atividade industrial goiana continua positiva por conta do crescimento da atividade nos meses de setembro, outubro e novembro do ano passado.

Em Goiás, a atividade industrial que tem o maior peso nas estatísticas é o de fabricação de produtos alimentícios, que no Estado caiu -5,6%, pela menor produção de açúcar cristal.

A perspectiva dos técnicos da Secretaria estadual de Desenvolvimento (SED) é de retomada do crescimento industrial, já que a economia tem mostrado sinais de reação positiva.

Regresso

Já em julho de 2018, o IBGE apontou que a produção industrial goiana recuou 4,9% em relação a julho de 2017, o maior dentre as unidades da federação pesquisadas, e maior para o mês desde de 2003 (-5,0%). 

Em relação ao mês de junho de 2018, a produção industrial do estado teve variação negativa de 2,1%, a maior queda dentre as 15 regões pesquisadas, na série com ajustes sazonais.

Goiás apontou o recuo mais intenso, pressionado, em grande parte, pelo comportamento negativo vindo das atividades de fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias (-57,9%), de fabricação de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (-14,7%) devido a menor produção de esquadrias de alumínio e a fabricação de produtos alimentícios 

Safra

A oitava estimativa de 2018 para a safra goiana de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 21,62 milhões de toneladas, 4,6% inferior ao total obtido na safra de 2017. Variações negativas estiveram presente na produção de Milho 1ª e 2ª safra (-12,6% e -12,0%, respectivamente) e na produção de Feijão 1ª e 3ª safra (-6,8% e -27,9% respectivamente).

O estado de Goiás tem a estimativa de produção de soja para 2018 em 11,369 milhões de toneladas. Desse modo, a atual previsão para a soja ultrapassa a safra anterior (11,363 milhões de toneladas), que caracterizou recorde para o estado, devido às condições climáticas favoráveis.

 

Tópicos:  produção industrial,   goiás,   ibge

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)