26 de maio de 2019 - domingo

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cultura
SAÚDE OCULAR
19-02-2019 | 06h00
Oftalmologista alerta para evitar problemas de vista no carnaval
Uso indiscriminado de produtos pode provocar inflamações e até doenças oculares

Com a chegada do Carnaval, já começaram os preparativos de fantasias e adereços para os dias de folia. E quem não gosta de dar aquela caprichada na maquiagem, com uso de purpurina, glitter ou uma maquiagem mais forte? Mas, para que tudo ocorra bem, é preciso se atentar e seguir alguns cuidados para evitar problemas de saúde, principalmente nos olhos, como inflamação e conjuntivite.

A oftalmologista Tatiana Brito afirma que algumas precauções podem evitar lembranças desagradáveis do período de festa. “A região dos olhos é uma área muito sensível, com pele mais fina e delicada, por isso requer mais da nossa atenção”, ressalta a médica do Hospital de Olhos de Goiânia. Em caso de qualquer sintoma ou desconforto na região ocular, é fundamental procurar um especialista o quanto antes. 

Tatiana explica que a aplicação de glitter ou purpurina, por exemplo, pode causar arranhões na córnea, sem contar na possibilidade de atrair vírus e bactérias, provocando desde uma irritação ocular até problemas mais sérios. O mesmo vale para o uso de tintas para pele. “As tintas precisam ser antialérgicas ou à base de água, específicas para esse uso. Outro cuidado é não aplicar a tinta na região dos olhos para evitar qualquer malefício”, informa.

Mas os cuidados vão além do uso de produtos próximo aos olhos. Outras precauções são importantes. “É comum nessa época de Carnaval a brincadeira com espuma em spray. Esse produto em contato direto com os olhos pode causar irritação, alergia e até mesmo lesão mais séria na córnea. Então é melhor tomar cuidado e ficar longe. O mesmo vale para os confetes”, alerta.

Para os dias de muita exposição ao sol, a recomendação é o uso de óculos escuros de boa qualidade com filtros UVA e UVB. Eles protegem do vento e da poluição, evitando o risco de desenvolver infecções e doenças como a conjuntivite. 

(62) 3095-8700