Arma usada em latrocínio na Região Metropolitana é encontrada

Trabalho de policiais da Deic e PM achou revólver usado para matar dono de supermercado há cerca de um mês em Senador Canedo
Augusto Diniz
Em 04/07/2012, 00:09

A arma usada em uma tentativa de assalto na cidade de Senador Canedo (GO) há cerca de um mês foi encontrada na segunda-feira (2) pelo serviço de inteligência do 27º Batalhão da Polícia Militar (PM) e policiais da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic). De acordo com o soldado Leônidas Ferreira Rocha Neto, o revólver calibre 38 com tambor de cinco tiros foi apreendido três semanas depois que os dois suspeitos de terem assassinado o dono de um supermercado do município foram presos. Os supostos responsáveis pela morte serão apresentados amanhã na Deic, em Goiânia.

Crime

Há cerca de um mês dois homens em uma moto Honda Titan 150 de cor vermelha renderam o dono do Supermercado Senador, na Avenida Central, Conjunto Uirapuru, em Senador Canedo. O proprietário havia fechado o comércio e entrado no carro por volta de 0h15. Ele estava com um malote com aproximadamente R$ 83 mil.

Segundo a PM, Nayton Henrique e Fábio Henrique da Silva Evangelista são suspeitos de renderem o dono do supermercado, que teria reagido à tentativa dos supostos criminosos de levarem o dinheiro. Apavorado, Fábio Evangelista teria atirado contra a vítima, que morreu no local. O soldado informou que os dois fugiram sem o malote após os disparos.

Prisões

Uma semana depois do crime, em uma abordagem de rotina no setor Monte Azul, duas pessoas foram presas ao tentarem entregar crack e maconha a um cliente. Um dos supostos traficantes era Fábio Henrique da Silva Evangelista, que teria confessado sua participação no assassinato do proprietário do supermercado há cerca de um mês.

De acordo com o soldado, o suspeito entregou Nayton Henrique e disse que o comparsa seria o autor dos disparos que mataram o dono do comércio. O suposto companheiro na tentativa de roubo, ao ser preso, desmentiu a história de Fábio Evangelista, informou a PM. Depois que Nayton disse não ser o autor dos disparos, Fábio teria contado aos policiais que matou o dono do supermercado e que eles fugiram depois que ele atirou.

Informação privilegiada

Segundo a PM, uma parente de Nayton, que trabalhava há 16 anos no supermercado, teria saído às 23h40 do local na noite do crime. O soldado disse que a polícia suspeita que eles tentaram assaltar o lugar depois de receberem informações privilegiadas sobre o dinheiro.

Na versão que Nayton teria contado aos policiais, ele foi convidado por Fábio a participar do assalto. Nayton, dono da moto vermelha supostamente usada no crime, foi encontrado em casa com informações dadas pelo outro suspeito.

Arma

Ontem o serviço de inteligência do 27° Batalhão da PM e policiais da Deic encontraram o revólver calibre 38 que pode ter sido usado no crime. Suspeita-se que a arma seja a mesma utilizada em outros dois assassinatos em Senador Canedo, informou o soldado.


EDIÇÃO DIGITAL


Ed. 2422 de 25/06/13





TWEETS @JORNALOHOJE


© 2012 - Jornal O Hoje - Todos os direitos reservados.
Reprodução parcial permitida desde que citada a fonte.
Home | Anuncie | Fale Conosco