21 de novembro de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Eleições 2018
29/08/2018 | 06h00
Coordenador tucano acredita que eleitor decidirá na última hora
Jalles Fontoura acredita na intensificação do corpo a corpo na campanha

Com a expectativa de observar crescimento das intenções de voto do candidato à reeleição, José Eliton (PSDB), até a votação em primeiro turno no dia 7 de outubro, o coordenador da campanha tucana, Jalles Fontoura, acredita na intensificação do corpo a corpo na campanha, somado ao trabalho nas redes sociais e à fundamental propaganda no Rádio e na TV. Para o ex-presidente da Saneago, este trabalho conjunto resultará em boa apresentação do candidato no momento certo. “Acredito que o eleitor vai tomar partido mesmo nos últimos 15 dias, usando os primeiros 30 dias para observar. Para nós da campanha resta o desafio de trabalhar com intensidade para compensar a redução do tempo, de 90 para 45 dias. Em alguns lugares, as pessoas nem sabem que são os candidatos”, avalia. Além disso, Jalles confirma a análise repetida pelo próprio candidato, que condena a suposta falta de propostas dos concorrentes. “Temos a melhor proposta e a candidatura de Zé Eliton tem consistência muito diferenciada”, defende. 

Pontuação mínima

O coordenador confirma que, apesar da expectativa de crescimento ainda maior nos últimos dias de campanha, há necessidade de mostrar em números de intenção de voto o resultado dos trabalhos de rua e propaganda.

Realidade

“Essa lógica existe. O candidato deve ter um patamar mínimo para efetivamente estar na disputa. Diante das variáveis como tempo de TV e organização. Não é campanha do eu sozinho, de quem joga de goleiro a ponta esquerda”, avalia Jalles. 

Coordenador local 

A campanha de Lula, que ainda é tratado como candidato à presidência enquanto não há julgamento do pedido de registro pelo TSE, passou a contar com mais um coordenador em Goiás. O ex-candidato a deputado federal Olavo Noleto membro da direção nacional do PT, assumiu a parte política do comitê estadual e tem a parceria da ex-deputada Neyde Aparecida, que atua como coordenadora executiva. Tudo por confirmação da presidente nacional da sigla, senadora Gleisi Hoffman. A coordenação conta ainda com a candidata à governadora, Kátia Maria, o candidato ao senado Luís Cesar Bueno, o deputado federal Rubens Otoni e os ex-deputados Pedro Wilson, Osmar Magalhães e Valdi Camárcio. A estratégia da candidatura ao governo de Goiás ainda é a busca por colar a imagem de Kátia à de Lula, que pela primeira vez em todas as campanhas nacionais, lidera o cenário em Goiás. Olavo foi secretário executivo de Comunicação e eecretário de Assuntos Federativos da Presidência da República nos governos de Lula e Dilma. 

Impasse

O projeto de alterações na previdência municipal segue em debate na Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Câmara Municipal. O relator, Wellington Peixoto (MDB), não tem previsão de fechar o texto em meio à falta de consenso.

Debate

Servidores e prefeitura divergem sobre o aumento de 11% para 14% na contribuição previdenciária, que agora se daria de forma gradativa.  Ainda assim, os funcionários não concordam com a proposta do Executivo.

Base vilelista

O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) cumpriu agenda de campanha em Aparecida de Goiânia e garantiu que a cidade “terá um senador à sua disposição noite e dia”, caso o tucano seja eleito.

Histórico

“Aparecida é uma das maiores cidades do Brasil e precisa ter um representante no Senado. Sendo eleito senador, vou ajudar Tenho um histórico bonito de ajuda a Aparecida, porque fui parceiro de todos os prefeitos que aqui passaram”, disse.

Paço digital

A Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) apresentou à diretoria da Fecomércio o programa Licença Ambiental Fácil, lançado pela gestão municipal na última semana. O programa tem dois objetivos básicos: desburocratização e agilidade.

Sem chance

O ministro Edson Fachin, do STF, negou dois pedidos de liberdade formulados pela defesa do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ). O objetivo de Cunha era derrubar duas prisões, sob a alegação de que estaria sofrendo “constrangimento ilegal”. 

curtas 

kProximidade – Olavo Noleto já iniciou contatos com lideranças do PCdoB, PCO e PROS. A prioridade é buscar apoios e participação também de movimentos sociais.

Radar – Trinta e seis novos fotossensores em 36 bairros começam amanhã a multar condutores em Goiânia. Com isso, 362 faixas passam a ser fiscalizadas.

Música – A cena musical independente volta a ter espaço no Centro Cultural Martim Cererê, no Festival Vaca Amarela. Serão 16 atrações no feriado de Independência. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208