23 de setembro de 2018 - domingo

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Campanha
14/08/2018 | 06h00
Coordenador de Daniel espera crescimento com propaganda
Segundo ele, um dos elementos fundamentais da disputa será o início dos programas eleitorais no Rádio e na TV, a partir do dia 31 deste mês

O coordenador geral da campanha do deputado federal Daniel Vilela (MDB) ao governo de Goiás, deputado federal Pedro Chaves, avalia que é natural a manutenção do quadro das eleições deste ano até agora; com Ronaldo Caiado (DEM) na liderança das intenções de voto e Daniel e José Eliton (PSDB) ainda sem grandes alterações positivas. Segundo ele, um dos elementos fundamentais da disputa será o início dos programas eleitorais no Rádio e na TV, a partir do dia 31 deste mês. “Claro que o programa tem um peso significativo e é uma das apostas da nossa campanha. Isso ainda vai começar e é por isso que a gente ainda não vê grandes variações nos índices das pesquisas publicadas até agora. Esperamos que já nos primeiros dias de setembro tenhamos resultados”, afirma o parlamentar. Além da propaganda, Pedro Chaves considera que o trabalho de rua, com carreatas, caminhadas e alguns comícios, também será importante. “A coligação tem muitos candidatos a deputado estadual e federal e teremos uma agenda intensa no interior do estado”.

Fora do pleito

Pedro Chaves confirmou ontem em entrevista à Sagres 730 que abandonou a candidatura ao Senado por conta de “pressão familiar” e negou qualquer atrito interno com a chegada do candidato Vanderlan Cardoso (PP) à chapa.

Recursos

O nome do deputado continua na lista de candidatos a federal e poderia representar R$ 1,5 milhão para a campanha, vindos do diretório nacional do MDB. Mas Pedro garante que não terá candidatura confirmada junto ao TRE.

Indústria apresenta demandas

A sabatina realizada ontem pela Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG) com os três principais candidatos ao governo (leia mais na página 7) serviu, mais que para ouvir, para que o setor apresente as demandas e propostas que avaliam necessárias para o mandato que será iniciado em janeiro de 2019. Entre as principais propostas estão instituição de amplo Programa de Desburocratização, com participação de representantes do setor empresarial, “visando combater esse que é um dos principais problemas da administração pública”; e ainda aumentar a oferta, pela internet, do número de serviços públicos ao cidadão e às empresas, para agilizar o atendimento, possibilitar melhor qualidade e reduzir os custos da administração pública. Documento apresentado aos governadoriáveis ainda sugere a manutenção de canais de comunicação com as entidades do Fórum Empresarial, para viabilizar “a negociação dos temas de interesse que podem gerar conflitos entre o Estado e as empresas”, além de debater “questões estratégicas da economia”.

CURTAS

Interesse – Durante as sabatinas, os três candidatos garantiram à FIEG a ampliação da gestão com Parcerias Público Privadas (PPPs).

Pit Dog – O vereador Carlin Café (PPS) apresentou projeto para normatizar o funcionamento de bancas de revistas, pitdogs e similares em logradouros públicos.

Aviso – Passaria a ser necessária autorização de uso do local expedida pela Prefeitura. A intenção do vereador é evitar que comerciantes sejam surpreendidos com remoção.

Momento oportuno

Às vésperas do registro da candidatura do ex-presidente Lula (PT), a presidente do  STF, ministra Cármen Lúcia, destacou as iniciativas populares de participação na política, ressaltando a Lei da Ficha Limpa, que tornou inelegíveis cidadãos condenados.

Vontade maior

“Leis eleitorais, nacionais, da maior importância, são de iniciativa popular. A chamada Lei da Ficha Limpa. Foi um conjunto de cidadãos que levou ao Congresso Nacional aquilo que lhe parecia próprio”, disse a em palestra na UniCEUB, em Brasília.

Segurança nos terminais

A Segurança Pública de Goiás vê como retrocesso o projeto do vereador Cabo Sena (PRP), que legaliza a atuação de camelôs nas plataformas do Eixo Anhanguera. Para o estado, a retirada é base de sustentação para o Batalhão de Terminais.

Redução

O Batalhão de Terminais conseguiu reduzir a criminalidade em 80% no sistema de transporte coletivo da capital em pouco mais de três meses de atuação. Pesquisa da Redemobi mostrou que 63% dos usuários aprovaram a retirada dos camelôs.

Obras

O prefeito Iris Rezende (MDB) assinou convênio para revitalização da Avenida Castelo Branco, com a ACIEG e o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese).

Positivo

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) fechou o segundo trimestre de 2018 com lucro de R$ 2,697 bilhões, alta de 177,5% com relação ao mesmo período do ano anterior.

 
Tópicos:  Daniel,   MDB,   Campanha

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208