21 de setembro de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Rubens Salomão
21/07/2018 | 06h00
Maguito abandona conciliação e parte para ataque contra Caiado

O ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), abandou discurso polido e insistentemente conciliador e passou ao ataque contra o pré-candidato e senador Ronaldo Caiado (DEM). O emedebista articula a pré-candidatura do filho, o deputado federal Daniel Vilela, e seguia defendendo a união da oposição no primeiro turno, ou ao menos o diálogo para eventual segundo turno. Agora, Maguito sequer considera a chapa caiadista como opositora ao PSDB em Goiás. “O MDB é oposição ao governo na situação e ao governo que veste a camisa ao avesso. A candidatura do senador, agora com Lincoln Tejota e tantos outros, é situação também, só que vestindo a camisa do avesso. Todos são oriundos do mesmo grupo. Oposição de verdade é o MDB em Goiás”. O ex-governador admite dificuldades para o projeto de Daniel. “Fazemos oposição há mais de 20 anos e temos dificuldades mesmo para fazer alianças, diante da força do governo. O Caiado teve redução nas pesquisas em função desses apoios que não são legítimos. São oportunistas”, disse à Sagres 730.

Trabalho árduo

Principal articulador e cabo eleitoral da base aliada, Marconi Perillo (PSDB) garante trabalhar “fortemente” para que o maior número de partidos esteja no projeto de reeleição do governador José Eliton  (PSDB). 

Tranquilidade

“Sem afobação, estamos trabalhando com habilidade, com bastante abnegação, bastante tenacidade”, disse. "Estamos sensibilizando e convencendo já um grande número de partidos”.

Governo libera R$ 666 mi

O Ministério do Planejamento, comandado por Esteves Colnago, anunciou que desbloqueará R$ 666 milhões do Orçamento deste ano. O espaço para essa liberação em relação à meta do ano seria de R$ 1,8 bilhão, mas o montante efetivamente liberado será menor devido à regra que limita os gastos à inflação do ano anterior. A informação foi dada durante a divulgação do relatório bimestral de receitas e despesas, que revisa a programação orçamentária da União a partir das atualizações das previsões para arrecadação e gastos. O descontingenciamento de recursos será possível graças a uma projeção maior para a arrecadação federal, consequência principalmente do aumento do preço do petróleo no mercado internacional e, consequentemente, dos royalties recebidos pelo governo. A equipe econômica informou que espera uma receita total R$ 11,6 bilhões maior do que a do último relatório, em maio. Desse montante, R$ 8,4 bilhões foram transferidos a Estados e municípios. O valor restante, R$ 3,2 bilhões, é a receita líquida da União.

CURTAS

Crescimento – Do lado dos gastos, houve crescimento em relação ao último relatório. A despesa total da União está R$ 7,5 bilhões maior do que o projetado em maio.

Estrutura – O presidente do TJGO, desembargador Gilberto Marques Filho, inaugura na terça-feira (24) o novo prédio do Fórum da Comarca de Goiás, às 10h.

Previsível – Alegando perseguição ao ex-presidente Lula, o PT aprovou cinco pontos do programa de governo. Entre eles está uma “reforma do Judiciário”.

Direto e reto

O vereador Anselmo Pereira (PSDB) aponta que a definição da segunda vaga apo Senado deverá ter critério objetivo: quem leva mais votos à chapa encabeçada por José Eliton. Confira a entrevista com o tucano nesta edição (página 7).

A propósito

O vereador recebeu pedido do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) para que articule maior participação de vereadores na campanha de Eliton em Goiânia. A meta é conseguir, ao menos, o apoio declarado de 12 parlamentares.

Majoritário

A base do governo estadual ainda tem manifestações discretas na Câmara Municipal, diante do amplo apoio a Ronaldo Caiado (18 dos 35 vereadores). Depois, vem a manifestação favorável a Daniel Vilela, à reboque da base de Iris Rezende na Casa.

Juventude

O prefeito Iris Rezende (MDB) sancionou lei que se institui o programa “Jovem é o Futuro”. O projeto determina que a prefeitura contrate jovens aprendizes, em percentual variável de 3% a 10% do funcionalismo.

Expansão

Goiânia será a segunda cidade do estado a contar com uma legislação própria voltada a programa de aprendizagem. A primeira em Goiás foi Anápolis. O projeto sancionado pelo prefeito é de autoria do vereador Emilson Pereira.

Consequências

“A definição nacional dos partidos do Centrão pelo Alckmin ajuda a trazer o PP para a aliança de José Eliton. E aí o Marconi entra e todo mundo sabe que o Marconi amarra até urubu voando”, afirmou um tucano confiante.

 
Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208