21 de novembro de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Rubens Salomão
16/06/2018 | 06h00
Vilmar Rocha volta a sugerir mudanças na base aliada para eleição
A segunda troca, mais antiga, diz respeito à articulação para a eleição de 1998, que resultou na vitória de Marconi Perillo (PSDB)

O ex-secretário estadual e presidente regional do PSD, Vilmar Rocha, compara a situação da base aliada para a disputa da eleição deste ano com duas situações de troca: a mais recente é a saída do ex-jogador Zinedine Zidane do comando técnico do Real Madrid, na Espanha, mesmo depois de vencer três vezes seguidas a Ligas dos Campeões da Europa. A segunda troca, mais antiga, diz respeito à articulação para a eleição de 1998, que resultou na vitória de Marconi Perillo (PSDB), quando Roberto Balestra “se retirou da disputa por perceber a inviabilidade eleitoral de seu nome”. “O Zidane falou que não ia continuar para que o time continuasse ganhando. Amigos, em Goiás são 20 anos e a sociedade quer mudanças. Não é que eu tenha nada contra ninguém, não. Eu sou dessa base e sou uma autoridade porque fui um sustentáculo ao longo desses 20 anos”, aponta o ex-deputado federal. “E isso já aconteceu em Goiás com o Balestra. Foi aí que nós sacamos o nome do Marconi, em quem ninguém pensava. Precisamos de um nome novo”

Última hora

Vilmar admite a consolidação do governador José Eliton (PSDB) como pré-candidato da base e que a troca seria “um grande movimento”. Sobre o rumo do PSD, o presidente garante convenção no dia 5 de agosto. “Sem artimanhas. A maioria vai decidir”.

Posição pessoal

O ex-secretário confirma que poderá tomar decisão pessoal divergente da partidária. “Depois do resultado da convenção, vou analisar o que for melhor para mim”, antecipa.

Ciro busca espaço de Lula

O pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) afirmou que, com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), caberá a ele liderar o “campo progressista” e impedir o avanço do que classifica como “retrocesso e fascismo”. “Quando Lula, que é o maior líder popular do país, sofreu o que sofreu, a mim me toca agora, talvez, nesse campo progressista, a responsabilidade maior de não deixar o país descambar para o retrocesso”, disse. Segundo Ciro, sua responsabilidade aumentou após a prisão de Lula. “O Brasil está ameaçado por uma recrudescência do fascismo, que é um fenômeno internacional. E nós os democratas temos que nos levantar e nos organizar e ajudar o povo brasileiro a se vacinar contra esse fenômeno.” Em sua fala sobre o avanço do fascismo, Ciro faz referência ao pré-candidato Jair Bolsonaro (PSC). Ciro afirmou ainda que o país busca uma nova liderança. Já o discurso das lideranças petistas é o de que somente Lula, entre os políticos de hoje, tem o protagonismo e a interlocução capaz de tirar o país da crise.

CURTAS

Paz sem amor – O PT, porém, definiu um pacto de não agressão a Ciro. “Não é necessário que a gente faça pacto e não é possível que a gente se agrida”, disse Ciro.

Comunista – De Lula, preso, ao jornal Granma, órgão oficial do Partido Comunista Cubano: “A injustiça contra mim é também uma injustiça contra o povo brasileiro”

Oficial – O empresário e advogado Marcello Baiocchi tomou posse como presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio-GO).

Sororidade

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, cobraram a ampliação da representação feminina na política, no judiciário e no Ministério Público.

Debate

As duas destacaram a desigualdade de gênero na abertura da Primeira Conferência Nacional das Procuradoras da República, em Brasília. O evento tem a participação de 100 procuradoras brasileiras e autoridades estrangeiras.

Oportunidade

A Polícia Federal divulgou edital de concurso público para provimento de 500 cargos policiais nos quadros da corporação. O processo seletivo será executado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

Rotina

A secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, não saiu da mira de vereadores na Câmara Municipal. Depois de sete depoimentos à CEI da Saúde, ela convocada agora para prestar esclarecimentos à CEI das obras paradas.

Presente!

A reunião ocorre nesta segunda-feira (18), às 9h. Também foi chamado, o proprietário da empresa Elmo Engenharia e Incorporações, Jeová Elmo Pinheiro. Na pauta, a paralisação das obras do Hospital Maternidade Oeste.

Vagas

Serão 150 vagas para cargo de delegado, 60 vagas para perito federal, 180 vagas no para agente, 80 para o cargo de escrivão e 30 vagas no cargo de papiloscopista federal. Inscrições apenas pelo www.cespe.unb.br/concursos.

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208