19 de novembro de 2018 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Rubens Salomão
17/04/2018 | 06h00
UFG pretende homenagear ex-presidente Lula com título
O petista cumpre pena na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba, depois da condenação em segunda instância pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro

Mesmo preso desde o dia 7 de abril, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, teve aprovada pela Universidade Federal de Goiás (UFG) a concessão do título de doutor honoris causa. O petista cumpre pena na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba, depois da condenação em segunda instância pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. A iniciativa em conceder a honraria ao petista partiu dos Conselhos Diretores da Faculdade de Ciências Sociais (FCS) e do Instituto de Estudos Socioambientais (IESA) da UFG, que aprovaram a submissão do pedido ao Conselho Universitário (Consuni) da instituição durante a última reunião. Abaixo-assinado digital feito por docentes, corpo técnico, egressos e estudantes não partiu do reitor Edward Madureira, que foi filiado ao PT e disputou a eleição para deputado federal em 2014 pelo partido. O pedido aponta que Lula apresenta “um vasto rol de iniciativas em favor do aprimoramento das artes, das letras, da filosofia e das ciências” e que “proporcionou a criação de 14 novas universidades federais e 126 novos campi no Brasil”.

Partidário

Além do caráter técnico, sobre o desenvolvimento da educação superior, os funcionários da UFG ainda defendem o discurso petista de “defesa da democracia” e à “defesa dos direitos humanos como princípio constitutivo da instituição”.

Como é?

O abaixo assinado alega que o ex-presidente foi “vítima de insofismáveis e patentes violações dos seus direitos fundamentais”, fazendo referência à condenação do petista no caso do tríplex de Guarujá.

Benefício à oposição

Teve início ontem a obra de revitalização do Córrego Pirapitinga, na região central de Catalão. O empreendimento só saiu do papel devido ao empenho pessoal do deputado federal Daniel Vilela (MDB), apesar das divergências políticas com o prefeito da cidade, Adib Elias (MDB). O prefeito questiona diretamente a pré-candidatura do parlamentar e defende o nome do senador Ronaldo Caiado (DEM). “Trabalhamos muito para mostrar ao ministro Helder Barbalho e aos técnicos do Ministério da Integração Nacional a necessidade da obra. Foram diversas audiências, os levamos a Catalão e mostramos que não dava mais para aquela região continuar vivendo constantes alagamentos. Esse trabalho permitiu com que os recursos fossem liberados com celeridade”, afirma Daniel Vilela. Sobre o relacionamento em Catalão, Daniel mantém que a maioria do MDB apoia a candidatura própria e que os caiadistas seguem isolados. “Quando defendemos uma política de resultados, acima de picuinhas partidárias e interesses pessoais, não é só discurso, é a nossa prática”.

CURTAS

Trabalho – A obra em Catalão está orçada em R$ 20,7 milhões e será realizada com recursos do governo federal. Houve também participação de Alexandre Baldy (PP).

Habitação – O Ministério das Cidades divulgou a primeira lista de municípios no programa Cartão Reforma. Ao menos 8 mil famílias serão atendidas em 47 cidades.

Produção local – A FGM realiza de 04 a 06 de julho no Goiânia Arena a “Expo Municípios”. O lançamento do evento ocorre na segunda-feira (23).

Na pauta

Depois do pedido de urgência da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o STF marcou para hoje o julgamento da validade da decisão do ministro Dias Toffoli, que suspendeu a inelegibilidade do ex-senador Demóstenes Torres (PTB).

Condições

Se a decisão for mantida, Demóstenes poderá concorrer a um cargo eletivo nas eleições deste ano. O petebista já conta com a manutenção do entendimento e intensificou nos últimos dias a rivalidade com a senadora Lúcia Vânia (PSB) na base.

Proximidade

Demóstenes não tem deixado de acompanhar o governador José Eliton (PSDB), de quem é amigo próximo, em todos os eventos de governo. Lúcia Vânia tem observado os movimentos do adversário sem respostas públicas. Ainda.

Iniciativa privada

O ministro Carlos Marun afirmou após reunião com Eduardo Guardia (Fazenda), que o governo elabora novo decreto “ou algo semelhante” para que a privatização da Eletrobras não tire do Congresso a decisão final sobre o processo.

Independência

“Algum tipo de dispositivo que deixe claro que o objetivo é a continuação das avaliações visando a capitalização da Eletrobras, e não qualquer tentativa de suplantarmos a posição do Congresso Nacional a respeito do assunto”, afirmou.

Tucano e gaiola

Raquel Dodge voltou a pedir que o STF receba integralmente a denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e outras três pessoas. O posicionamento consta em um memorial enviado ontem aos ministros da Corte.

 
Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208