20 de setembro de 2018 - quinta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Rubens Salomão
03/04/2018 | 06h00
José Eliton adianta articulação com deputados aliados
A previsão inicial era aumentar a proximidade a partir da próxima segunda-feira (9), depois de tomar posse do cargo de governador

O vice-governador intensifica a partir de hoje o trabalho de articulação no estilo “corpo a corpo” com deputados da base aliada na Assembleia Legislativa – principalmente com aqueles que consideram deixar o grupo e compor chapas da oposição na eleição deste ano. A previsão inicial era aumentar a proximidade a partir da próxima segunda-feira (9), depois de tomar posse do cargo de governador, mas as conversas foram antecipadas para evitar a debandada até sábado (7), prazo final da janela partidária, em que parlamentares podem trocar de partido. Depois da perda de Dr. Antônio, que deixa o PR e ainda avalia opções entre PMN, DEM e Podemos, Eliton tem na mira os deputados Álvaro Guimarães (PR) e Iso Moreira (PSDB). Além deles, consideram mudança Manoel de Oliveira (PSDB), Simeyzon Silveira (PSC) e Diego Sorgatto (PSB). Seria preferível uma reunião entre Eliton e os parlamentares na própria Alego, mas, por questão de agenda, o primeiro compromisso será reunião hoje, com o presidente da Casa, José Vitti (PSDB), no Palácio. 

Foco mantido

Palacianos avaliam que a mira das articulações está voltada para qualquer aliado que possa trocar a base pelo apoio à pré-candidatura do senador Ronaldo Caiado (DEM). A preocupação é menor quando a consideração é por Daniel Vilela (MDB).


Apoio

Caso diferente é o do deputado estadual Carlos Antônio. Ele deverá mesmo deixar o PSDB e se filiar ao PTB, mas não abandona a base governista. Vai mesmo é fazer dobradinha com Jovair Arantes em Anápolis.

 

Discrição na polêmica 

O julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Supremo Tribunal Federal (STF) e a ofensiva do petista para viabilizar a candidatura ao Palácio do Planalto lançarão os holofotes sobre a ministra Rosa Weber, uma figura discreta, avessa à exposição pública e que não tem o hábito de falar “fora dos autos” - a menos que se trate sobre o desempenho do Internacional nos gramados. A aposta nos bastidores é a de que a ministra gaúcha definirá amanhã o resultado do julgamento do habeas corpus de Lula, diante de uma Corte rachada e desgastada perante a opinião pública. Em meados de agosto, Rosa assumirá a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), comandando a Corte Eleitoral no momento crucial em que os registros de candidaturas presidenciais serão analisados. Com a condenação pelo TRF-4 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula está enquadrado como “ficha suja” e terá seu destino definido pelo plenário da Corte Eleitoral. O petista pode conseguir afastar a inelegibilidade caso consiga liminar favorável à candidatura. 


Curtas 

Pós-graduação – O ministro do TCU, Benjamin Zymler, palestrará na abertura de curso de pós-graduação do Tribunal de Contas do Estado de Goiás. Será na quinta (5), às 9h.

Detalhes técnicos - A CEI da Saúde convocou o secretário municipal de Ricardo De Val Borges (Sedetec), para prestar informações, na próxima sexta-feira (6).

Música - Na quinta-feira, às 20h30, no Teatro Goiânia, a Orquestra Filarmônica de Goiás recebe o consagrado maestro Carlos Prazeres.

 

Casca de partido

O partido Podemos anunciou ontem apoio ao pré-candidato Ronaldo Caiado (DEM). O partido, no entanto, ainda não conta com grandes lideranças e aposta na janela até sábado para se fortalecer com deputados.


Na lista

Este é o 10º partido a fazer parte da chapa ‘Unidos para fazer Goiás’, formada até então pelo DEM, PSC, PMN, PMB, Patriotas, PPL, PTC, PRTB e PSDC, segundo os caiadistas. 


Em espera 

O ministro Alexandre Baldy (PP) foi questionado em entrevista coletiva concedida em Anápolis sobre a continuidade à frente do Ministério das Cidades ou se concorrerá à reeleição a deputado federal. Respondeu, mas não deu resposta. Ainda.


Fala sem dizer

“Estamos nessa inauguração hoje focados no trabalho do Ministério, ao lado do governador Marconi Perillo, do prefeito Roberto. Até dia 7, todas essas posições são discutidas e dialogadas”, desconversou.


Tudo tem limite

A PGR denunciou o líder do PP na Câmara, Arthur Lira, em desdobramento da Lava Jato por lavagem de dinheiro e prevaricação. Segundo o MP, em 2012, ele aceitou propina de R$ 106 mil e mandou seu assessor receber a quantia em dinheiro vivo.


Propina fashion

A denúncia aponta que o parlamentar mandou um servidor esconder notas de dinheiro pelo corpo, embaixo da roupa, nos bolsos do paletó, na cintura e dentro das meias. O esquema caiu quando tentaram passar por aparelho de raio X da PF.

 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208