21 de novembro de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Rubens Salomão
27/03/2018 | 06h00
Governo considera orçamento impositivo com “bom senso”
Além disso, o próximo governador ainda confirma o estudo para viabilizar votação efetiva de Proposta de Emenda à Constituição

O vice-governador José Eliton (PSDB) segue com análise junto à Secretaria da Fazenda para ajustar o limite financeiro para atendimento de demandas apresentadas por deputados estaduais nas emendas que foram vetadas pelo governador Marconi Perillo (PSDB). Além disso, o próximo governador ainda confirma o estudo para viabilizar votação efetiva de Proposta de Emenda à Constituição que estabeleça o orçamento impositivo, em que parlamentares contarão com índice fixo no orçamento para indicações de obras e serviços nas bases eleitorais. A cota, no entanto, deverá ser restrita com base nas possibilidades previstas na Lei de Diretrizes Orçamentárias, que chegará à Casa ainda neste semestre. “Os deputados não vivem exclusivamente das emendas. Há muitas demandas atendidas pelo programa Goiás na Frente e outras ações de governo. Ficará mais fácil com as impositivas, lembrando que não deveremos, nesta matéria que deverá se apreciada pela Casa, perder o bom senso e comprometer o orçamento do estado”, afirma o presidente José Vitti (PSDB).

Conflito

Deputados da base têm demonstrado cada vez mais insatisfações com a procuradoria-geral do Estado, por conta de seguidos vetos a projetos de parlamentares. “Parece um descaso do governo para conosco”, diz Simeyzon Silveira (PSC).

Calma lá

O presidente da Casa admite que o problema é antigo e que o conflito tem se intensificado. “As divergências jurídicas ocorrem até no Supremo Tribunal Federal. Cabe a nós aqui melhorar a interlocução para garantir os projetos aprovados”.

Pauta curta

Em semana curta por conta do feriado de Páscoa, a Câmara dos Deputados e o Senado tentarão hoje e amanhã votar projetos na área de segurança pública. As duas casas marcaram sessões de votação só até a manhã desta quarta-feira (28). Na Câmara, está pautado o projeto que cria o Sistema Único de Segurança Pública (Susp). A proposta prevê a integração das atividades da Polícia Federal, das polícias civis e militares, Polícia Rodoviária Federal e Bombeiros. Os deputados tentam votar há semanas o projeto, que foi apresentado após a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro e da criação do Ministério da Segurança Pública. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE) (foto), disse que, assim que passar na Câmara, será pautada a urgência da medida. Ainda no Senado, pode ser analisada a proposta que prevê aumento de pena para uso de explosivos em furto qualificado ou roubo. O SUSP determina que ocorrências e investigações sejam padronizadas e lançadas em uma rede, a cargo do Ministério da Segurança Pública.

CURTAS

Retomada – O prefeito Iris Rezende (MDB) e do ministro das Cidades, Alexandre Baldy (PP) realizam vistoria, às 17h30, nas obras do BRT, na Avenida Horácio Costa Silva.

Indisponível – O HDT fechará a Farmácia Ambulatorial na quinta-feira (29) para realização de Inventário Nacional. Só reabre depois do feriado, na segunda-feira (2).

Debate – O presidente da Agehab, Cleomar Dutra, participa hoje na PUC de debate sobre políticas públicas para a população de rua.

Retorno proposital

O ministro do STF, Gilmar Mendes, antecipa retorno de viagem a Portugal, onde participa de evento jurídico da faculdade de que é sócio, para participar do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para o dia 4.

Mudança

O voto pode ser decisivo, já que Gilmar alterou entendimento sobre a prisão após decisão na segunda instância da Justiça. Em 2016, o ministro votou pela prisão. Agora, defende que sentenciados não sejam detidos antes de finalizados todos os recursos.

Processo aberto

A organização social Instituto de Gestão e Humanização (IGH) contrata profissionais para atuação no Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa), Materno Infantil (HMI) e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes.

Serviço

Os salários variam de R$ 1.013,00 e R$ 8.211,82, conforme cargo. A carga horária varia entre 12 e 44 horas semanais. As inscrições deverão ser feitas de hoje até quinta-feira (29), Escritório Regional de Goiás, localizado na Avenida Perimetral, Setor Coimbra.

Para depois

O Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, cancelou visita que faria hoje a Aparecida de Goiânia. O evento detalharia ações de expansão da rede de água tratada da cidade. No ano passado, o pepista assinou liberação de R$ 264 milhões para o trabalho.

Candidato goiano

Michel Temer confirmou que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, deixará o cargo para tentar se viabilizar como candidato à Presidência da República. “Já era a intenção dele”, apontou o emedebista.

 
Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208