21 de setembro de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Rubens Salomão
26/02/2018 | 06h00
Alexandre Baldy não descarta candidatura ao governo
Declarações dadas ao ‘Roda de Entrevista’, que vai ao ar às 8h, na TBC. “Todo político quando começa tem como meta ser presidente

O ministro das Cidades e deputado federal licenciado, Alexandre Baldy (sem partido), afirmou que ainda é muito cedo para qualquer definição sobre aliança ou apoio com vistas à eleição estadual, em outubro, e, questionado pela Coluna, não descarta ser ele mesmo um dos nomes na disputa a governador. Declarações dadas ao ‘Roda de Entrevista’, que vai ao ar às 8h, na TBC. “Todo político quando começa tem como meta ser presidente. Eu, como qualquer um, busco sempre ocupar cargos maiores para ajudar cada vez mais a população”, afirmou, tratando a possibilidade como um “sonho”. Na última semana, ganhou força nos bastidores a ideia de que Baldy poderia alternativa ao vice-governador José Eliton (PSDB). O ministro, dizem os aliados descontentes, poderia inclusive fazer o meio de campo para levar o MDB para a aliança. “Eu sigo com trabalho intenso no ministério por vários estados e acabo ficando mais afastado das tratativas sobre a eleição em Goiás. Tenho foco em realizar um bom trabalho no cargo e não busco qualquer articulação neste sentido”, desconversou. 

Novo comando

O ministro deixa claro que não tem qualquer compromisso para filiação partidária e nem com o presidente Michel Temer (MDB) para ficar no cargo até o fim do ano. Ou seja: tem caminho liberado para candidatura. Deve assumir o PHS.


Baldy X Meirelles

Depois de considerar possível o fortalecimento de Temer para ser candidato à reeleição, Baldy criticou a postura do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD) por obras paradas. “Deve pensar mais no social, se quiser ser candidato”. 


Drible fora dos campos 

O senador e ex-atacante Romário (Podemos-RJ) teria ocultado nos últimos anos uma parcela milionária do seu patrimônio para evitar o pagamento de dívidas reconhecidas pela justiça. O ex-jogador nega e diz que está tudo de acordo com a legalidade. Dois apartamentos localizados na Zona Oeste do Rio de Janeiro já foram identificados em juízo e serão usados para quitar parte da dívida de Romário. Uma casa na mesma região e um carro podem ter o mesmo destino em breve, segundo reportagem do jornal O Globo. No total, os bens, que estiveram registrados oficialmente em nomes de parceiros ou ainda estão nessa situação, totalizariam R$ 9,6 milhões. Enquanto isso, o senador e suas empresas são cobrados por ao menos R$ 36,7 milhões em dívidas com a União, com outras empresas e com pessoas físicas. “O expediente é tal flagrante que não pode ser ignorado. Não é preciso maior dilação para se concluir pela ocultação de patrimônio para fraudar credores”, disse a juíza Érica de Paula Rodrigues, da 4ª Vara Cível da Barra.


Negativo

Pelas redes sociais, Romário disse que age de acordo com a legalidade e acusou o jornal de publicar de maneira política, já que ele pode lançar candidatura ao cargo de governador do Rio de Janeiro.


Nada a ver

“É importante esclarecer os seguintes pontos: Sim, tenho dívidas, como qualquer outro cidadão, e essas vêm sendo quitadas ao longo dos anos. Essas disputas judiciais nada têm a ver com a atividade política”, respondeu.

 

Aceita?

O governador tirou do bolso pacote de balas ontem durante evento de inauguração do Residencial Nelson Mandela, em Goiânia, e saiu oferecendo a todos sentados na primeira fila. Entre eles, Daniel Vilela e Iris Rezende (MDB), além de Lúcia Vânia (PSB).


Manda!

Aceitaram apenas o vice-governador, José Eliton (PSDB), e o ministro das Cidades, Alexandre Baldy.


Tudo certo

O ministro, inclusive, confirmou ontem a liberação de R$ 80 milhões para a conclusão das obras de construção do eixo BRT Norte/Sul. Segundo ele, todas as pendências federais – junto à CGU, TCU e Caixa, foram sanadas.


Nem em sonho

O pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) afirmou que “é mais fácil um boi voar do que o PT apoiar alguém”. Ciro comentava à mineira Rádio Itatiaia o encontro que teve com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT). 


Entendimento

Para Ciro, “Lula e o PT” precisam entender o momento nacional em relação à condenação em segunda instância do ex-presidente no caso do triplex no Guarujá (SP). “Todo mundo sabe que os tribunais não vão deixar o Lula registrar a candidatura. Aí começa com liminar de juiz acolá, puxadinho jurídico pra acolá".


Serviço

O programa Detran em Ação levará serviços do órgão à cidade de São Simão, no Sul do Estado, a partir de hoje, com ações e programas, como Detranzinho, palestras e o Balada Responsável Educativa, além de nova sinalização horizontal e vertical.

 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208